Cédula de Crédito Imobiliário

Você sabe o que é Cédula de Crédito Imobiliário?

A Cédula de Crédito Imobiliário (CCI) foi instituída pela Lei nº 10.931 de 02 de agosto de 2004 em seu artigo 18 ao 25.  A CCI é um título de crédito executivo extrajudicial, instituído para representar créditos imobiliários como um contrato de compra e venda de imóveis, exigível pelo valor apurado de acordo com as cláusulas e condições pactuados no respectivo contrato que representa.

Esta cédula tem como principal objetivo facilitar e simplificar a transferência do crédito imobiliário à terceiros, além de antecipar o recebimento do crédito por parte de quem a emite, transferindo os direitos de crédito dos contratos de crédito imobiliário que representa para aqueles que investem neste título.

Para promover o conhecimento sobre a Cédula de Crédito Imobiliário, explicaremos, em termos gerais, um pouco sobre seu funcionamento.

Como funciona a Cédula de Crédito Imobiliário?

Imagine o seguinte exemplo: uma determinada construtora constrói um prédio com 40 apartamentos novinhos e os vende a um prazo bem longo. A construtora, para não esperar por anos para receber o valor integral da venda e precisando de capital para construir novos prédios para vendê-los no mercado, decide utilizar os direitos de crédito originados pela venda dos apartamentos, objeto do contrato de compra e venda, para emitir uma CCI a fim de representar o respectivo contrato de compra e venda.

Antes de continuarmos com o nosso exemplo, precisamos frisar algumas coisas importantes a respeito da emissão das 40 Cédulas de Crédito Imobiliário que representarão os 40 contratos de compra e venda.

Podemos estar nos perguntando se o devedor do contrato de compra e venda precisa consentir com a emissão da cédula pela construtora, já que a futura Cédula de Crédito Imobiliário irá representar seu contrato de compra e venda. A emissão e negociação de uma CCI pela construtora independe do consentimento devedor do contrato.

Outra pergunta que podemos nos fazer é a respeito do crédito propriamente dito gerado pela venda dos 40 apartamentos: “O título que será emitido precisa representar o valor integral de cada um dos 40 contratos de compra e venda?”. A CCI pode ser emitida pela construtora representando uma fração do valor de um respectivo contrato de compra venda, representar o valor total de cada contrato ou do conjunto total de contratos.

Nesse caso, temos: 40 contratos de compra e venda que serão representados por 40 CCIs integrais, equivalentes a 100% de cada contrato (CCI Integral) ou 40 contratos de compra e venda iguais que serão representados por 40 CCIs fracionárias, nos quais cada CCI corresponderá, por exemplo, a 60% de cada contrato de compra e venda (CCI Fracionária).

E a CCI emitida pela construtora, tem alguma garantia? Isso fica a critério da própria construtora, que poderá emitir uma cédula com garantia real, fidejussória ou sem garantia. A emissão de uma CCI,  em síntese,  pode ser cartular ou escritural, representar o crédito integral ou fracionário, tendo ou não garantia.

O pagamento total da dívida do devedor é comprovado por meio da declaração de quitação, emitida pelo atual credor da Cédula de Crédito Imobiliário. Na falta deste, a comprovação é feita por outros meios admitidos em direito.

Comentários

Oliveira Trust

Sim, desde que ainda tenham prestações a vencer e observando o prazo mínimo de 36 meses da data do contrato de financiamento.

Carla Martins

Prezados, Li exemplos de obras em construção. Seria correto pedir CCI de imóveis já construídos?!

Deixe um comentário

seu endereço de e-mail não será publicado